contatoescolacarioca@gmail.com                 Jesus Cristo é o Senhor !

 betinhoparapente@gmail.com 

   

                           (21) 970158444   

WhatsApp: (21) 97578-2735​

 

 

Todos os direitos reservados a Escola Carioca de Voo Livre ® 2018

CNPJ: 23.903.346/0001-03

             





 

Clique aqui e fale conosco direto pelo WhatsApp.

     Se Leonardo Da Vinci, Santos Dumont ou os Irmãos Wright fossem vivos hoje, certamente praticariam  Voo Livre.

     

     É a forma mais pura que existe de se estar no ar, a mais natural, sem motores ou nenhuma propulsão adicional a não ser a de nosso própio corpo.



    Primeiro foram as Asas. Um engenheiro da NASA, Francis Rogallo, no início da década de 60 projetou um sistema de reentrada das naves espaciais na atmosfera em que uma asa dobrável faria a cápsula descer voando até o chão - como os ônibus espaciais fazem atualmente.



    Acabaram optando pelo paraquedas, mas o projeto foi divulgado pela uma revista científica e adaptado por alguns pioneiros na Austrália e na Califórnia, que passaram a decolar de montanhas com aquela tosca pipa.  Assim nasceu o Voo Livre como hoje é conhecido.



    No Brasil o esporte foi trazido por um francês.  Em 1974 ele decolou do Corcovado e obteve enorme repercussão na mídia.  Pronto!! Os Cariocas, principalmentes os surfstas e velejadores, adotaram apaixonadamente aquela  "loucura", que logo se alastrou pelo país inteiro.



    Os brasileiros viraram referência no mundo inteiro pela sua técnica e feeling no esporte, produzindo uma legião de vencedores em competições Internacionais.



    Um dos motivos deste sucesso é que podemos voar aqui o ano inteiro, sem as restrições de invernos rigorosos ou extremos meteorológicos típicos de alguns outros países onde o Voo Livre é popular.



    Algum tempo depois surgiram os PARAPENTES, paraquedas adaptados por montanhistas que ansiavam por este aditivo à sua aventura: escalar montanhas e descer delas voando.  O risco era alto no primórdios da prática de Voo Livre, que já foi considera o esporte mais perigoso do mundo, mas evoluiu tremendamente em todos os sentidos - as aeronaves, os equipamentos de segurança (ex.: o obrigatório porte do paraquedas reserva), a tecnologia utilizada, assim como as técnicas de voo e os conhecimentos aerológicos.



     Hoje asas e Parapentes são estáveis e eficientes, sendo projetados e construídos com alto rigor aeronaútico.



     O VOO LIVRE, QUANDO PRATICADO RESPEITANDO-SE OS LIMITES PESSOAIS, AMBIENTAIS E OPERACIONAIS DOS EQUIPAMENTOS, É UM DOS MAIS SEGUROS AERODESPORTOS DA ATUALIDADE. 





























Matéria feita pelo Canal Off, sobre a Hístória do Voo Livre

Matéria feita pelo Canal Off, sobre a Hístória do Voo Livre

Matéria feita pela "Revista do Jornal O Globo" do Rj

Data: 21-09-2014

betinhoparapente@hotmail.com

 

História do Voo Livre